Contact Us
Primeiro emprego em IT: como convencer a empresa dos teus sonhos a contratar-te?
Tempo de leitura: 3 minutos

Primeiro emprego em IT: como convencer a empresa dos teus sonhos a contratar-te?

por Carolina Mota

Se já terminaste o teu curso em informática, ou estás em vias de o concluir, pretendes entrar no mercado de trabalho IT e já identificaste a empresa onde gostavas de trabalhar, este artigo é para ti!

Terminado o percurso académico, é com muita frequência que surgem inúmeras questões e dúvidas quando se iniciam os processos de recrutamento e, em particular, relacionados com a empresa onde ambicionamos trabalhar. Ao longo deste artigo, irei procurar responder a estas questões sob forma de dicas para te ajudar a conseguires convencer a empresa dos teus sonhos a contratar-te.

O que devo partilhar para que possa brilhar na entrevista da empresa dos meus sonhos?

Toda a experiência é relevante, mas vamos por partes.

Começa por partilhar a tua motivação e a razão pela qual gostavas de trabalhar naquela empresa. Partilha concretamente aquilo que gostavas de fazer,  relacionando isso coma empresa e a área em que queres trabalhar (faz uma pesquisa prévia sobre a empresa, mostra que estás interessado, envolvido e que te identificas com os requisitos que procuram).

Partilha o teu background académico enquadrando-o com a área a que te candidatas. Destaca dois ou três projetos significativos que te orgulhes e fala deles de forma detalhada:

  • como foi estruturado
  • em que partes estiveste envolvido
  • qual foi o teu papel
  • que tecnologias usaste
  • qual foi o resultado final e o que melhorarias no processo

Evidencia também projetos pessoais ou iniciativas em que estejas envolvido, mostra que és dinâmico, curioso e que gostas de aprender de forma contínua e alargada.

Como me posso destacar de outros candidatos que concorrem à mesma vaga de emprego?

Toda a experiência conta, mesmo as experiências “desligadas” do contexto académico ou da área a que te candidatas. Todos os contextos por onde já passaste ou interviste, ensinaram-te alguma coisa e levaram-te a desenvolver determinadas soft skills que mais tarde (neste momento!) vão ser chamadas a pôr em prática e que te vão valorizar.

Todos os meios onde atuas e participas e que vão além da tua educação formal contam! Praticas algum desporto? Fazes parte de algum movimento associativo? Fazes voluntariado? Gostas de trabalhar no verão em diversas atividades para te manteres ocupado? Tens projetos próprios ou com amigos nos teus tempos livres? Tudo isto é experiência relevante que te proporciona momentos de aprendizagem e de desenvolvimento de soft skills que vão ser fundamentais e na maioria das vezes valorizadas pela empresa onde queres trabalhar.

O teu possível empregador, no momento em que te está a conhecer, vai ter a preocupação de conhecer e explorar estas soft skills!

Para além das iniciativas em que podes estar envolvido, é importante demonstrares na entrevista que tens uma identificação clara com a cultura, forma de estar e metodologias de trabalho da empresa. Seja porque gostas realmente de trabalhar em equipa ou porque te consideras um bom team player ou até porque organização e foco são o teu forte, pode ser uma ótima ideia enfatizares estas ou outras características, dando exemplos através de projetos académicos ou projetos extra-curriculares. No fundo, para além da parte técnica, esta é mais uma forma de mostrares que podes fazer a diferença e contribuir como mais ninguém!

Que perguntas devo fazer para chamar a atenção do possível empregador?

Fazer perguntas e ter a preocupação de esclarecer dúvidas é fundamental e vai chamar a atenção numa entrevista. E, neste contexto, podemos ter vários níveis de questões:

  • Questões sobre a empresa – fazer perguntas e querer saber mais sobre a empresa (a sua história, estrutura, equipas e dinâmicas e a sua cultura) é fundamental para te destacares nas dimensões de postura e comportamento. Vais mostrar que te interessas e estás onboard e engaged com o processo e a empresa
  • Questões técnicas – fazer perguntas específicas sobre a área e a equipa a que te candidatas é fulcral para ficares a conhecer de forma detalhada o contexto e ambiente onde poderás vir a trabalhar. Qual é a estrutura da área? Como funciona a equipa? Qual é o ambiente tecnológico? Porque é que estão a reforçar a equipa agora? – Todas estas questões vão mostrar ao recruiter o quão interessado estás
  • Questões sobre o processo de recrutamento – fazer perguntas sobre como funciona o processo e quantas fases tem vai confirmar e enfatizar que estás dedicado e envolvido no processo. Por outro lado, dá-te a visibilidade de todo o processo e do que podes esperar.

Conclusão

Resumindo as principais ideias para convencer a empresa dos teus sonhos a contratar-te:

  • Partilha o teu background técnico, mas não te esqueças de falar de ti como um todo, de mostrar quem és nos teus valores e soft skills Todas as experiências contam!
  • Partilha projetos pessoais e de que forma te ajudaram a desenvolver as tuas soft skills
  • Faz perguntas pertinentes e esclarece as tuas dúvidas! Fazer perguntas é sempre positivo!

Espero que estas dicas sejam úteis e te ajudem a conseguir o teu primeiro emprego em IT!

Tags: